5 vistas panoramicas gratis em Sao Paulo

5 vistas panorâmicas grátis em São Paulo

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

Você sabe: estou morando na Itália, acabei de voltar de uma passadinha em Londres e… este post é sobre São Paulo?!

Pois é: eu fiquei seis meses em São Paulo e, além de um monte de coisa que queria fazer e não fiz, também ficaram alguns posts perdidos na bagunça da mudança. Mas tudo bem: vamos colocar a casa em ordem porque tem visita chegando de todo lugar e querendo ver São Paulo do alto, e de graça!

Então, aqui estão 5 lugares para aproveitar uma vista panorâmica da cidade sem pagar nada:

1. Copan

Um dos prédios mais famosos de São Paulo, inclusive tombado como patrimônio histórico, o Copan une apartamentos, lojas e escritórios. São mais de cinco mil pessoas vivendo no emblemático prédio criado por Oscar Niemeyer, além dos visitantes… E é o único da lista que ainda não consegui visitar, então vamos já tirar isso da frente 😉

A visita ao rooftop acontece de segunda a sexta, exceto feriados, às 10h30 e às 15h30. É necessário chegar com pelo menos 15 minutos de antecedência e aguardar que os próprios funcionários do prédio conduzam as pessoas até o último andar, onde podem ficar por 20 minutos.

Vista de Sao Paulo, do Edificio Copan | foto do blog Vambora

2. MAC

A cobertura do Museu de Arte Contemporânea oferece uma vista que dá para o Parque do Ibirapuera a avenida 23 de Maio e os prédios da região do Paraíso. É um ambiente muito bonito, que equilibra a cidade, com seus prédios e o trânsito, com a as árvores e a tranquilidade do Ibirapuera. É um contraste bem diferente do que a gente costuma ver em São Paulo!

Subir até o mirante, assim como conhecer o museu, é grátis. Lá no topo, você ainda pode jantar ou tomar um drink – esses, claro, pagos (e BEM pagos)

3. Edifício Matarazzo

Atual sede da prefeitura de São Paulo, esse edifício chama a atenção por ter, em seu último piso, um jardim! É aberto à visitação gratuita como parte de um passeio guiado pelo prédio, durante a qual se aprende sobre detalhes da arquitetura e da história de sua construção.

Para conhecer, basta ir até o prédio com uma hora de antecedência em um dos horários de visitação: de segunda a sábado, às 14h30 e às 16h30. A visita dura cerca de uma hora.

Leia também: Como visitar o Edifício Matarazzo, prédio da Prefeitura de SP

4. Edifício Martinelli

É o primeiro arranha-céu de São Paulo e já passou por várias mudanças. É um dos prédios mais emblemáticos da cidade, com uma história que tem, entre seus pontos mais baixos, de falência familiar a clínicas clandestinas de aborto. Atualmente, algumas secretarias municipais ocupam o prédio.

A visita é, provavelmente, a mais concorrida de toda esta lista e a única que conta com a possibilidade de fazer uma reserva (essa modalidade é nova, mas imagino que tenha ajudado muito, porque a espera de de horas!). Para isso, basta selecionar o dia e horário neste site. As visitas ocorrem nove vezes ao dia, das 11h às 19h30.

Leia também: Como visitar o Edifício Martinelli, em São Paulo

5. SESC Avenida Paulista

O IMS que me perdoe, mas é do SESC a melhor vista da Avenida Paulista. Ele fica bem no início e permite observar do alto toda a avenida, além de seus arredores. Por ser gratuito e num lugar muito privilegiado, recomendo ir durante a semana, à tarde, num momento bem aleatório, para evitar filas enormes.

Para acessá-lo, é necessário descer no 17o andar, o mesmo da cafeteria, e subir em um deck, que é uma plataforma de vidro. Desse canto, é possível ter a melhor vista, mas mesmo antes de subir na tal plataforma ela já é belíssima, com o adicional de permitir tomar um café com a cidade aos seus pés.

Vou confessar que, depois de ver tanta foto de SP, me deu até uma saudadinha…

Tem outra vista grátis de São Paulo que merece ser citada? Conta nos comentários!

5 vistas panorâmicas grátis em São Paulo

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
  • Sobre
WhatsApp Image 2020-09-10 at 00.57.43

Giovana Penatti

Oi 🙂 Meu nome é Giovana, sou jornalista e criei o Beijo e Ciao para falar sobre viagens: dicas de passeios, lugares incríveis, experiências transformadoras e as dores e alegrias de morar fora! Originalmente, sou de Piracicaba-SP. Hoje, moro na Itália. Para saber mais sobre o blog e entrar em contato, clique aqui!

  • Comentários