Feira de Flores do CEAGESP: vale a pena?

Feira de Flores do CEAGESP: vale a pena?

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

Antes de tudo, sim, eu sei que este blog fala de viagens, turismo e tudo o mais. Mas ir na Feira de Flores do CEAGESP virou um passeio tão popular entre quem mora em São Paulo que estava entre as coisas que eu estava mais curiosa para fazer nessa temporada de volta à cidade!

Então, aproveitei que precisava comprar flores para o meu casamento para conhecer esse lugar que é feito para lojistas, mas tem muitos visitantes que são pessoa física.

Como é a Feira de Flores do CEAGESP

Foto da Feira de Flores do CEAGESP: um galpão comprido, com flores aos lados e muitas pessoas passando no centro

Imagine um galpão grande, muito grande, verdadeiramente imenso, lotado de flores, plantas e tudo relacionado a paisagismo. Lá, circulam entre 5 e 8 mil pessoas toda noite, em todas as velocidades e falando em todos os tons de voz.

Se soa com uma descrição parecida com uma feira livre em grande escala, é porque é bem perto disso mesmo.

Com mais de mil vendedores, a Feira de Flores do CEAGESP é a maior desse tipo no Brasil e comercializa cerca de uma tonelada de plantas toda semana. Entre os compradores, estão comerciantes, decoradores, paisagistas e gente louca das plantas que quer comprar uma samambaia baratinha.

Foto de plantas em caixas no chão na Feira de Flores do CEAGESP
Samambaia é o de menos; tem DE TUDO!!

Feira de Flores do CEAGESP: como funciona

A Feira de Flores começa no início da madrugada e vai até a manhã. Chegamos perto das 23h numa quinta-feira e a entrada já estava liberada, apesar do horário “oficial” ser meia-noite.

Foto na Feira de Flores do CEAGESP, com caixas de flores no chão, caminhões à esquerda e pessoas passando à direitaNo entanto, todas as compras só podem ser retiradas quando soa uma sirene, por volta das 2h. Quem for pego antes desse horário com plantas pode levar uma multa! Nesse meio tempo, aproveitamos para andar bastante, pesquisar preços e fazer algumas compras, que ficaram reservadas com os lojistas.

Quando rola a sirene, é hora de voltar e pegar o que comprou. E, como todo mundo faz isso ao mesmo tempo, fica bem complicado, inclusive com risco de ser “atropelado” por carregadores.

Ah: é interessante tirar foto ou anotar os locais onde você fizer suas compras e guardar referências da localização. A marcação dos vendedores é bem confusa e difícil de ver!

Também é legal comparar preços, mas, sinceramente, não vimos lá taaaanta diferença entre a maior parte. Minha dica para economizar é negociar todas as vezes e, se possível, levar dinheiro em espécie, que também dá uma certa margem de desconto para pedir. No entanto, a maior parte dos vendedores aceita cartão de débito.

Vale a pena a Feira de Flores do CEAGESP?

Vamos falar do que interessa: realmente vale a pena ir até o CEAGESP de madrugada para encher a casa de plantas?

Na minha opinião, depende, mas depende muito.

É um passeio totalmente diferente e muito legal de conhecer.

É super barulhento, lotado, tem gente que para no meio do caminho, tem os carregadores que passam com carrinho cheio, tem todo tipo de planta e de gente, e tem até vendedores de café da manhã, pastel, hambúrguer – ou seja, depois de andar por algumas horinhas carregando um baita peso (não subestime o quanto pesa uma braçada de girassol!!), ainda dá para comer uma coisinha antes de voltar para casa.

Feira de Flores do CEAGESP, com um carrinho no centro onde se vendem café e, dos lados, prateleiras com vasos e objetos de paisagismo
Um cafezinho no meio dos cachepôs e outros materiais de paisagismo…
Mesa na Feira de Flores do CEAGESP com uma infinidade de vasinhos decorados com suculentas e cactos
…e um monte de vasinhos prontos para ir para uma casa

Como chegar na Feira de Flores do CEAGESP

Mas não é um rolê tranquilo! O CEAGESP não tem acesso fácil de transporte público, especialmente de madrugada. Ou seja, precisa ter carro, ou pelo menos um Uber, para ir e voltar – e, se for Uber, ele tem que topar levar tudo isso de mato no carro, rs.

Homem sentado ao fundo, ao lado de um caminhão na Feira de Flores do CEAGESP, com flores e plantas no chão à sua frente
Meu marido e toda a decoração do nosso casamento esperando para ir embora às 2h30 da manhã

Apesar de interessante e de ser um lugar que queria conhecer há um tempão, foi também muito estressante, ainda mais porque já chegamos cansados – lembrando, abre às 23h.

Não espere que seja algo divertido por si só, ou agradável como uma ida à floricultura; não é! Mas, vale ressaltar, o foco da Feira de Flores não é a “pessoa física”, mas sim quem trabalha com plantas; logo, não é um lugar para passear, e sim para fazer negócio.

Considerando o stress e a dificuldade para chegar, as compras no CEAGESP valem a pena para quem vai realmente comprar muita planta – como foi nosso caso, para decorar toda a nossa festa de casamento.

Já para quem quer só comprar uns cactos mais em conta, colocando na ponta do lápis, não compensa.

Serviço

Feira de flores do CEAGESP

Endereço: Avenida Doutor Gastão Vidigal, 1946 – Vila Leopoldina – São Paulo
Dias e horários: nas madrugadas de segunda para terça e quinta para sexta (terças e sextas): das 00h às 09h30; nas madrugadas de domingo para segunda e quarta para quinta (segundas e quintas): das 02h às 10h.
Site oficial

Feira de Flores do CEAGESP: vale a pena?

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
  • Sobre
WhatsApp Image 2020-09-10 at 00.57.43

Giovana Penatti

Oi 🙂 Meu nome é Giovana, sou jornalista e criei o Beijo e Ciao para falar sobre viagens: dicas de passeios, lugares incríveis, experiências transformadoras e as dores e alegrias de morar fora! Originalmente, sou de Piracicaba-SP. Hoje, moro na Itália. Para saber mais sobre o blog e entrar em contato, clique aqui!

  • Comentários