Qual e o custo de vida na Italia? (2020)

Qual é o custo de vida na Itália? (2020)

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

Quanto custa morar na Itália? Qual o valor do aluguel? E do salário? Afinal, qual o custo de vida para quem sonha em viver na Itália?

Neste post, vou abrir os principais gastos que tenho vivendo aqui para que você possa se programar para fazer isso também! 🙂

Mas, antes, vale o lembrete: o lugar onde você mora influencia bastante no valor. Assim como morar em São Paulo é bem diferente de morar no interior, morar em Roma é muito diferente de morar numa cidadezinha pra fazer cidadania italiana.

Citei Roma por ser a capital, mas a cidade onde eu moro é Pádua, que fica ao norte, a uns 40min de Veneza. O fato de ser no norte da Itália também encarece o custo de vida, já que existe uma grande diferença socioeconômica dentro do país: de modo geral, o sul é mais barato, mas também tem menos oportunidades.

Isso não quer dizer, claro, que você não possa encontrar um emprego no sul, ou pagar superbarato pra morar na região norte! Mas é algo a se considerar na sua pesquisa por cidades onde viver.

Neste post eu conto como foi que escolhi morar em Pádua!

Quanto é o salário na Itália?

O salário médio na Itália fica em torno de 1.000, 1.100 euros; isto é, de modo geral, todo mundo ganha por aí!

Eu tenho dois empregos part-time, isto é, meio-período, e tiro mais ou menos isso; depende das horas extras (que deus abençoe e multiplique as horas extras!!). Em um desses empregos, trabalho cinco horas por dia, seis dias por semana; no outro, umas três horas por dia, dois ou três dias por semana.

Imagem meramente ilustrativa (não sou eu ali, rs) | Foto por Wendi Wei/Pexels – https://www.pexels.com/@wendywei

Quanto custa morar na Itália?

Agora, vamos gastar essa grana com as contas do mês!

Começando pelo aluguel: Padova é uma cidade universitária, então muita gente aluga quartos. Dá pra achar um por até 400 euros por mês, com contas inclusas. Pra quem vem sozinho, é uma excelente opção.

Mas, se você procura um apartamento só seu, como foi o meu caso, a conta aumenta: o aluguel de um apartamento pode ir de 450 euros até… bom, até o infinito. Mas pode-se dizer que com uns 500 ou 600 euros você encontra um bom imóvel.

Só que, além desse valor, tem as contas: água, luz, gás e internet.

Exceto a conta de internet, elas são bimestrais, ou seja, vêm a cada dois meses. Minhas últimas contas foram: 45 euros de água, 80 euros de energia e 300 euros de gás. Uma paulada!

Para dar uma aliviada no susto, eu divido a conta pelo mês. Quer dizer, foram 80 euros de energia em dois meses, então 40 no mês. Menos mal, né?

Também vale explicar uma coisa sobre o gás: veio caro assim porque acabamos de sair do inverno e desligamos o aquecimento há umas duas semanas. Então, ainda estávamos pagando para aquecer a casa toda! Durante os meses de frio, a conta de gás vem alta mesmo porque o consumo aumenta. A próxima conta de gás deve vir beeeem menor, já que, agora, só usaremos para cozinhar e aquecer a água do banho.

A internet, que é mensal, fica em torno de 30 euros. E tem também a mensalidade do celular, que é de 7,99 euros.

Leia também: Qual é a melhor operadora de celular da Itália? (2020)

Para fazer mercado, gastamos cerca de 40 euros por semana, para duas pessoas. No mês, então, consideramos uns 160 euros. Quando morava sozinha, gastava uns 20. Neste post, falei sobre o valor do mercado por aqui!

E, para curtir um pouco a vida, saíamos umas duas ou três vezes por semana para tomar um spritz ou jantar fora. Pra fazer a conta aqui, vamos considerar uns 25 ou 30 euros por semana, ou 120 euros por mês.

Um gasto que não temos é com transporte público, já que praticamente não usamos! Fazemos quase tudo a pé ou de bicicleta. Em todo caso, um bilhete custa 1,30 euro e o carnezinho com 10 custa 12 euros – normalmente, compramos esse pacote, porque fica mais barato e sempre temos à mão.

Viver na Itália é caro?

Com todas essas informações, a intenção é que você mesmo saiba dizer se é caro ou não! Afinal, isso é bem relativo, né?

Eu, particularmente, não acho caro. Ganhando em euro, ou seja, trabalhando aqui, é muito acessível!

Vivemos com conforto, sem grandes luxos, mas vivemos bem. Nunca deixamos de pagar nenhuma conta, de comprar comida ou até dar algum rolê por falta de dinheiro. Tenho a impressão de que o dinheiro aqui rende muito mais do que rendia em relação a quando vivia no Brasil. Já a qualidade de vida nem tem comparação, mas esse é assunto pra outro post!

Aliás, você gostaria de um post falando por que vim morar na Itália? Me conta nos comentários!

Mas vale lembrar que esse post todo se baseia na minha experiência, com o meu estilo de vida e morando em uma única cidade, ok?! Não quer dizer que todo lugar na Itália seja igual, ou que todo mundo viva do mesmo jeito. Mas imagino que, em cidades europeias – e não só italianas – com características parecidas, o custo de vida deva ser semelhante.

E, pra terminar, a melhor dica para você se preparar para morar na Itália: pesquise, estude, tenha uma boa grana guardada pra segurar as pontas até conseguir emprego e esteja sempre disposto a mudar de planos.

Video

Qual é o custo de vida na Itália? (2020)

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
  • Sobre
foto perfil beijo e ciao giovana penatti (2)

Giovana Penatti

Oi 🙂 Meu nome é Giovana, sou jornalista e criei o Beijo e Ciao para falar sobre viagens: dicas de passeios, lugares incríveis, experiências transformadoras e as dores e alegrias de morar fora! Originalmente, sou de Piracicaba-SP. Hoje, moro na Itália. Para saber mais sobre o blog e entrar em contato, clique aqui!

  • Comentários