Manual pratico de como viajar pela Italia de trem

Manual prático de como viajar pela Itália de trem

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

Existem outras formas de viajar pela Itália. Eu adoraria, por exemplo, alugar um carro e passar uma semana desbravando as cidadezinhas da Toscana, mas fica caro fazer isso sozinha.

Para quem, como eu, está viajando sem acompanhante, o jeito mais fácil e barato é de trem: o país tem uma malha ferroviária gigante, os trens viajam a uma velocidade superior aos carros e ônibus e o preço é bastante amigável.

Então, vamos aprender como usar os trens italianos da melhor maneira!

Apps para viajar de trem na Itália

O app essencial é o Trenit, disponível para Android e iOS. Nele, você coloca a cidade onde está e a que quer ir e ele apresenta as opções de fazer esse trajeto, combinando as empresas de trem que operam no país (Italo ou Trenitalia) e apresentando o horários, durações e custo total.

Ao selecionar a viagem, ele te redireciona para comprar as passagens nos respectivos sites. Também mostra todas as paradas e horários e avisa caso haja atrasos ou adiantamentos dos trens.

O Trenit também tem uma versão web que funciona igualzinho ao aplicativo. Vai do que for mais cômodo pra você. 😉

Me siga no Instagram para acompanhar minhas viagens pela Itália enquanto elas acontecem 😉

Sites oficiais de trens na Itália

Você também pode comprar as passagens direto nos sites da Trenitalia ou da Italo. O bom de fazer isso é que, às vezes, surgem alguns códigos de desconto na Home para comprar bilhetes mais baratos em determinadas datas.

Então, eu sempre costumo ver no app Trenit qual a empresa que faz o itinerário que busco e, depois, abro o site oficial para ver se tem alguma promo – mais ou menos igual fazemos para comprar passagens aéreas! 😉

Eu moro numa cidade pequena, que é atendida apenas pela Trenitalia. Se você vier para reconhecer a cidadania no país, provavelmente estará na mesma. Mas, se estiver numa cidade maior, poderá ter à disposição as duas empresas para o mesmo destino. Aí, cabe escolher de acordo com o que fizer mais sentido pra você: conforto, duração, preço… É pesquisar e comparar.

Tipos de trens na Itália

Sinceramente, eu não presto muita atenção nas diferenças de trem ou de empresa na prática – só quero viajar! Mas, essencialmente, são esses os tipos:

  • Regionale: para em cada estaçãozinha no caminho e, por isso, demora mais. Provavelmente, será o que vai parar na cidade onde você irá reconhecer sua cidadania.
  • Regionale Veloce: também atende a população regional, mas para nas cidades que são um pouco maiores; ou seja, para menos que o Regionale.
  • Intercity: um dos trens que faz longas distâncias, por exemplo, entre regiões da Itália. É um trem rápido, mas foi desbancado pelo Freccia, que é mais novo.
  • Freccia: o trem que você provavelmente pegará para transitar entre capitais. O Freccia é o mais rápido de todos, podendo ultrapassar os 300km/h, e muito confortável. Para efeito de comparação, é como se os regionais fossem metrôs, o Intercity fosse uma viagem de ônibus e o Freccia fosse de avião!

Da cidade onde estou, obrigatoriamente pego um Regionale ou Regionale Veloce para chegar até Rovigo ou Veneza, que são as cidades mais próximas. Depois, um Intercity, Freccia ou outro Regionale Veloce para o destino final. Ou seja, tem sempre pelo menos uma baldeação!

Se quiser saber mais sobre os tipos de trens, este site detalha bastante.

Quanto custa viajar de trem na Itália

A pior resposta possível: depende.

Além dos cupons de desconto e épocas de liquidação, há diversas categorias de viagem e, por isso, os preços podem variar bastante. Comprar com bastante antecedência também pode baratear a viagem, assim como viajar em horários de menor procura.

Importante: cuidado com o espaço ente o trem e a plataforma (essa foto foi tirada minutos antes de eu levar esse tombo)

Usando como exemplo Roma – Milão, que são trajetos feitos tanto pela Italo como pela Trenitalia:

De Italo, é possível pagar € 19,90 para viajar no início de março (este post foi escrito no fim de janeiro) na categoria Low Cost Smart, no meio da tarde; em outros horários, quando há mais procura, o valor mais barato é € 47,90. A mesma viagem pode custar até € 200 na categoria Club Executive.

Como as passagens mais baratas esgotam primeiro, comprar esse bilhete em cima da hora sai caro: numa simulação da viagem para amanhã, o valor mais barato encontrado é de € 69,90.

Já pela Trenitalia, viajar de Roma para Milão amanhã não sairia por menos de € 92. No início de março, custa a partir de € 30,80.

Aproveitando, uma dica importante: se você vai viajar para cidades como Roma, Milão, Veneza ou Florença, que têm mais de uma estação, selecione a melhor opção já na hora de procurar o trem.

Outros jeitos de viajar

viagem de carro na italia

Sinceramente, nunca viajei pela Itália de outro modo que não fosse de trem. Sempre pesquiso para saber se sairia mais barato ir de ônibus ou até de avião, e nunca é.

Mas isso não significa que você não vá encontrar bons preços dessas formas 😉 Então, deixo mais duas dicas:

  • GoEuro: um site que compara preços para viajar de trem, ônibus e avião. Para mim, sempre aparece o trem como sendo a melhor opção, mas depende do lugar onde você está e para onde vai, claro! Então, é bom dar uma conferida aqui antes de comprar a passagem. Também tem app.
  • FlixBus: tem a proposta de oferecer viagens de ônibus a partir de € 5. Como não funciona na cidade onde moro, nunca usei. Se você não liga tanto para o tempo da viagem de ônibus, que costuma ser bem maior que de trem, é uma alternativa para economizar uns trocados.
  • BlaBlaCar: ele mesmo, o app de carona que você usa no Brasil também funciona na Itália! Eu nunca usei por aqui, mas já ouvi relatos de que pode sair bem mais em conta até do que trem – e ainda tem o bônus de poder praticar o italiano na viagem.

Ah, todas essas opções acima funcionam em mais países da Europa além da Itália! 🙂

***

Manual prático de como viajar pela Itália de trem

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
  • Sobre

Giovana Penatti

Oi 🙂 Meu nome é Giovana, sou jornalista e criei o blog para falar de viagens, da vida viajando, da falta que faz viajar! Originalmente, sou de Piracicaba-SP. Hoje, moro na Itália. Sou formada em jornalismo, tenho um cachorro chamado Bernardo, gosto de pizza e roo unhas o tempo todo. Para saber mais sobre o blog e entrar em contato, clique aqui!

  • Comentários