5 coisas que NAO acontecem quando voce vai morar fora

5 coisas que NÃO acontecem quando você vai morar fora

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

Ir morar em outro país é o sonho de muita gente e, como todo sonho, vem cheio de expectativas.

Neste post, em vez de falar das coisas que você vai enfrentar ao fazer essa mudança, decidi mudar o foco e listar cinco que NÃO acontecem – pro bem e pro mal!  Não é pra tirar a graça da sua experiência e te desanimar, mas te ajudar a segurar a emoção, evitar frustrações e até garantir que você vai entrar nessa pelos motivos certos.

1. “Voltar atrás”

Uma das coisas que mais ouvi quando vim pra Itália foi que, se algo desse errado, eu poderia “voltar atrás”. E, se tem uma coisa que não dá pra fazer depois que você mora fora, é voltar atrás!

Tudo na sua vida muda. Essa experiência te traz muitos aprendizados na marra e é impossível que você continue a mesma pessoa, com a mesma visão de mundo que tinha antes. Pro bem ou pro mal: a pessoa que vai pro exterior não passa por nenhum esclarecimento divino e não necessariamente volta “melhor”. Mas morar fora exige, no mínimo, que você descubra coisas dentro de você mesmo para se adaptar à nova situação.

Também acho que falar em “voltar atrás” é uma romantização de morar fora, como se viver no exterior fosse ir pra frente e decidir morar novamente no Brasil fosse um passo para trás.

2. Ficar rico

Vou confessar uma coisa: era o sonho da minha vida ganhar em euro. Eu imaginava que ia fazer um pé de meia bem gordinho e, quando fosse visitar o Brasil, ia viver igual uma rainha. Isso sem contar a vida aqui: o custo é mais baixo, então eu ia viver super bem, sem nenhum perrengue! 

Agora, vamos ser realistas? Ganhar em euro é uma coisa linda, mas você também gasta em euro. E, mesmo com o custo de vida sendo mais baixo, às (muitas) vezes não sobra dinheiro pra por na poupança. Sem contar que os primeiros meses são só gasto!

Não quer dizer que você não possa ficar rico morando no exterior. Mas que, se você acha que isso vai acontecer rápido e só por conta da cotação da moeda, eu te garanto: não vai!

Leia também: Qual é o custo de vida na Itália? (2020)

3. Conhecer o mundo

Você com certeza vai conhecer novos lugares – acho que isso faz parte da experiência de viver no exterior. Mas, assim como no Brasil ou em qualquer outro lugar, você terá uma rotina para seguir, e, na maioria dos casos, conhecer o 

mundo não cabe na rotina. Passada a lua de mel da chegada, é vida normal, mas em outro país.

Inclusive, essa é uma das minhas maiores frustrações morando aqui, rs.

4. Perder contato com todo mundo

Já falei algumas vezes sobre como morar fora significa que você vai estar ausente em natais, réveillons, aniversários, batizados… Ao menos, presencialmente. Mas isso não quer dizer que você vai perder o contato com seus familiares e amigos!

Com certeza, você acabará falando mais com umas pessoas do que com outras. Comigo, aconteceu até de sentir saudades de pessoas de quem eu nem era tão próxima. A relação com quem a gente “deixa” no Brasil muda, mas não é perdida!

Leia também: Manual de sobrevivência para passar Natal e Ano Novo viajando

5. Resolver todos os problemas da sua vida

Perdeu o emprego? Seu namorado te largou? Tá se afogando em dívidas? Não conseguiu passar no vestibular? Ou tá só morrendo de tédio?

Existem um milhão de motivos pra morar fora. Mas fugir dos seus problemas não é um deles. 

Pode até ser que, por algum tempo, pareça; afinal, a gente chega deslumbrado mesmo, acha tudo lindo e fácil e vê a oportunidade de começar de novo, do zero, como o que realmente precisávamos na vida. Mas eventualmente eles vão te encontrar, virar preocupações e até cobranças. Então, é melhor resolver todas as suas questões antes de imigrar para outro lugar, até para ter a certeza de que fez isso pelos motivos certos!

5 coisas que NÃO acontecem quando você vai morar fora

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
  • Sobre
foto perfil beijo e ciao giovana penatti (2)

Giovana Penatti

Oi 🙂 Meu nome é Giovana, sou jornalista e criei o Beijo e Ciao para falar sobre viagens: dicas de passeios, lugares incríveis, experiências transformadoras e as dores e alegrias de morar fora! Originalmente, sou de Piracicaba-SP. Hoje, moro na Itália. Para saber mais sobre o blog e entrar em contato, clique aqui!

  • Comentários