Casa di Giulietta: o pior ponto turistico que ja visitei

Casa di Giulietta: o pior ponto turístico que já visitei

Existe um tipo de passeio turístico que se chama tourist trap. É basicamente uma armadilha para turistas, feita para atrair gente do mundo todo disposta a investir algum dinheiro em algo que não vale tudo isso – ou, às vezes, não vale nada mesmo.

Eu sou contra essa coisa de “visite tal coisa e não visite outra coisa”, porque cada um pode gostar do que quiser (haja visto o tanto de gente que visita os Madame Tussauds – opa, sem julgamentos por aqui!). Mas, ao visitar Verona, eu encontrei uma armadilha para turistas tão armadilhosa que tive que escrever sobre ela: a Casa di Giulietta, ou só Casa de Julieta para nós.

casa julieta verona

Verona é uma cidade no norte da Itália, na região do Veneto, mais conhecida por ser o local onde a história de Romeu e Julieta se passa. Ela abraça cada oportunidade de lembrar isso e, portanto, tem uma atmosfera bastante romântica, é toda linda e instagramável.

Um dos pontos turísticos mais procurados de Verona é a casa da Julieta, onde há uma estátua de bronze da moça e até a sacada de onde ela via Romeu. É possível entrar na casa, que é como um pequeno museu de uma casa medieval, com alguns objetos e móveis da época, por 6 euros. Também dá para aproveitar a visita e tirar uma foto na famosa sacada.

casa julieta verona

Eu não entrei, porque fui na véspera de Natal e o museu estava fechado. Mas, pelo que vi em outros blogs, 6 euros é dinheiro demais para a experiência que a casa oferece. Se for otimista e quiser investir um euro extra, você também ganha um ingresso para visitar a tumba de Julieta.

A alguns quarteirões dali, há também a casa de Romeu, que não é propriamente um ponto turístico e nem está aberta para visitação, então as pessoas só passam na frente, fazem uma foto rapidinha e vão embora. Diz-se que os Montecchio, uma família muito influente da região, moraram ali.

casa romeu verona

É real?

Também diz-se que Romeu e Julieta foram um casal de verdade, mas não há nenhum registro de que eles existiram, nem mesmo que houve um romance entre famílias rivais ou sequer uma confirmação da existência da família Capuleti (o mais próximo disso é a Cappelletti).

Sobre a casa de Julieta, foi residência da família Dal Cappello e consagrada como local onde a moça teria morado.

Logo, visitar a casa de Julieta é equivalente a visitar uma construção medieval qualquer. A tumba de Julieta, onde dizem até que Romeu foi enterrado junto, também é uma tumba qualquer.

casa di giulietta frente
A entrada da casa de Julieta: fácil de achar

Eu não tenho nenhum problema com criar narrativas e crendices populares para atrair turistas. Mas existe algo bastante diferente entre dar voltinhas com o calcanhar nos testículos do touro na Galeria Vittorio Emanuelle e cobrar 6 euros por uma foto numa sacada que sequer existia originalmente. É, basicamente, cobrar 6 euros para visitar um espaço montado, como aqueles tours em estúdios de cinema… Mas por um cenário de coisa nenhuma.

É claro, você não precisa fazer a visita na Casa de Julieta se não quiser. A entrada no pátio, onde fica a estátua, é gratuita.

Mas é provavelmente o pior lugar de Verona.

É fácil de identificar o local exato da Casa de Julieta pela quantidade de gente na frente. Ao chegar no local, a vista não combina em nada com o resto da cidade: a fachada é totalmente rabiscada, bem como cada centímetro de parede ou qualquer superfície dentro – tanto que há uma espécie de lona cobrindo as paredes, para que a estrutura da casa não seja danificada. Há papeis de todo tipo, fotos de Instax, adesivos, muitos corações desenhados e muitos, mas muitos chicletes.

Fala mal mas tira foto na frente da papelada e até escreve o nome do namorado dentro de um coração num espacinho também

É até interessante de ler os recadinhos e juras de amor, mas passa longe de ser um lugar romântico: a Casa di Giulietta é, em resumo, um pátio aberto com uma loja de souvenires, um monte de rabiscos e um amontoado de gente tentando tirar uma foto com a mão no peito de uma estátua da personagem. Dizem que dá sorte no amor, mas até essa tradição é questionável: a estátua foi colocada lá só nos anos 70. E, bom, vocês sabem como termina história de Romeu e Julieta, né?

O fato das pessoas fazerem fila para tirar fotos segurando no peito de uma estátua me incomoda de muitas outras maneiras, e talvez eu faça um post com uma problematização chiquérrima disso.

Mas, focando no aspecto mais prático da coisa, a Casa de Julieta é facilmente o pior ponto turístico que eu já fui: é caro, lotado, sujo, não mostra nada e não significa muita coisa. Consta em todas as listas de must-see de Verona e é provavelmente o lugar mais dispensável da cidade. Pelo menos, a visita é rapidinha e fica perto de tudo…

Verona é uma cidade linda, cheia de história e que tem coisas muito mais interessantes que merecem seu tempo e suas fotos. Para saber quais são algumas dessas coisas, veja este post 😉

Mapa

***

Casa di Giulietta: o pior ponto turístico que já visitei

Compartilhar

  • Sobre
giovana penatti perfil

Giovana Penatti

Oi 🙂 Meu nome é Giovana, sou jornalista e criei o blog para falar de viagens, da vida viajando, da falta que faz viajar! Originalmente, sou de Piracicaba-SP. Hoje, moro na Itália. Sou formada em jornalismo, tenho um cachorro chamado Bernardo, gosto de pizza e roo unhas o tempo todo. Para saber mais sobre o blog e entrar em contato, clique aqui!

  • Comentários