Um dia sozinha em Verona, um dos destinos mais romanticos da Italia

Um dia sozinha em Verona, um dos destinos mais românticos da Itália

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

Como passei o Natal na Itália, a 9 mil km da minha família, decidi aproveitar a data para fazer uma viagem aqui pelo Veneto. Dessa vez, o destino foi Verona, mais conhecida como a cidade de Romeu e Julieta, um dos destinos mais românticos da Itália que é o destino de milhares de turistas – e casais – inclusive no Natal.

Meu namorado também estava a 9 mil km de distância, então fiz o passeio todo sozinha. Estou bem acostumada a viajar sozinha, então não foi exatamente um problema… Mas a cidade tem uma atmosfera romântica inegável e faz falta estar sem um parzinho pra esquentar a mão, ainda mais em dezembro. Pelo menos, deu pra fazer uma chamada de vídeo 😉

Verona não é uma cidade muito grande e dá para conhecer os principais pontos turísticos em um dia. Também dá para fazer tudo a pé, porque a maioria das coisas fica no centro histórico.

Um bom ponto de partida é o Castelvecchio, antigo castelo que hoje abriga o Museu Cívico da cidade, com artes renascentistas, medievais e modernas. É visita obrigatória para quem quiser andar por dentro do castelo e sobre as muralhas.

Quem, como eu, se contentar em andar pelo jardim e pela imponente Ponte Scaligero, pode fazer isso gratuitamente.

castelvecchio verona

Bem no centro, fica a Arena, localizada na Piazza Bra, que é provavelmente o monumento mais conhecido de Verona.

Construída em algum momento entre o século I e o século III, ela lembra bastante o Coliseu de Roma. Não é coincidência, claro: as duas construções são contemporâneas, da época do império romano, assim como tantos outros anfiteatros do tipo nos países próximos – tem na França, na Turquia, na Tunísia…

No período de Natal, uma construção mais moderna é montada junto à Arena: é a “arquiescultura” da estrela de Natal, que tem 70 metros de altura e pesa 80 toneladas e lembra a estrela-guia do presépio. Ela é colocada ali todo ano desde 1984 e o contraste que faz com a Arena monta um cenário muito bonito 🙂

arena verona

A Arena de Verona até hoje serve como palco para óperas em um festival anual que ocorre de junho a agosto. O ingresso para visitá-la custa €10, mas estava fechada na hora que passei por ser véspera de Natal.

piazza dei signori verona 2
Torre dei Lamberti vista da Piazza Dei Signori

Perto dali fica a Piazza delle Erbe, a mais antiga da cidade. Siga pela via Giuseppe Mazzini – é só seguir a multidão!

Essa rua, com seu chão de mármore, é uma das mais bonitas da cidade. É também é o endereço das lojas de marcas carésimas com vitrines brilhantes e cifras altas.

A Piazza delle Erbe é um bom lugar para comer ou fazer um aperitivo; seus restaurantes estão sempre cheios de gente jovem, moderna e descolada. No fim do post, deixei uma sugestão de restaurante ali pertinho para jantar! 🙂

Ao lado da praça, passando pelo Arco della Costa (olhe para cima: há um osso de costela de baleia pendurado!) fica a Piazza Dei Signori, famosa pela escultura do poeta Dante Alighieri ao centro. É cercada de palazzos e tem um ar bastante aristocrático, mas vale dar uma boa olhada nos detalhes da arquitetura.

É também ali que fica a entrada para a Torre dei Lamberti, que tem 84 metros de altura e oferece uma visão panorâmica do centro da cidade do alto de seus 368 degraus. Para quem quiser encarar, o ingresso custa €8.

Outra visita que todo mundo diz ser obrigatória é a Casa di Giulietta, que, como o nome indica, é a casa de Julieta, do romance de Shakespeare. Mas chamar de obrigatória é um pouco exagero…

A tradição de tocar no peito direito da estátua da Julieta me deixa 100% incomodada

Já que você está em Verona, dê uma passadinha para dizer que foi. Mas não espere muita coisa: é, facilmente, o pior ponto turístico que já fui na vida (vou fazer um post falando disso!). Sujo, abarrotado de gente, montado apenas para atrair turistas em cima de uma história que não se passou ali – afinal, sequer é real…

É possível visitar a casa, que reúne alguns objetos e móveis medievais, por €6. Mas, pelo que vi em outros sites, não vale muito a pena.

Seguindo o caminho pelo centro, a Basílica de Santa Anastasia está a poucos minutos e é muito bonita por dentro. É cobrado um ingresso simbólico para entrar, a não ser que você vá para rezar. Eu aproveitei o clima de fim de ano, me sentei ali por uns minutos e agradeci por tudo que aconteceu comigo em 2018 <3 Depois, dei uma olhada nos afrescos e no trabalho lindo na abóbada.

A poucos minutos da basília, está um dos principais pontos de Verona: a Ponte Pietra, que cruza o rio Ádige.

Além de linda, ela é antiquíssima, mais que a Arena: sua construção data de 100 a.C.! De lá para cá, passou por várias renovações e até sobreviveu a um bombardeio na 2a Guerra Mundial.

A cor dessa água! <3

Atravessando a ponte, há dois pontos bastante interessantes. Um é o Teatro Romano, que é um museu arqueológico ao ar livre com ruínas de um teatro que foi construído na mesma época que a Ponte Pietra. Para visitá-lo, o ingresso custa €4,50.

O outro é o Castel S. Pietro, um edifício militar que não está aberto a visitas mas oferece uma linda vista panorâmica da cidade. A subida pode ser feita por um trenzinho lateral ou por escadas morro cima.

Não é muito cansativo usar as escadas e ainda tem o bônus de dar uma olhadinha nas ruínas do teatro romano, que ficam bem ao lado 😉

Onde comer em Verona

Para encerrar o dia em Verona, uma dica de café e uma de aperitivo/jantar que ficam quase ao lado um do outro, pertinho da Piazza delle Erbe.

O primeiro é o Caffè Borsari, localizado onde ficava o antigo Tubino (e, até hoje, chamado assim pelos locais), que serve um dos melhores cafés da cidade e tem um ambiente bem pitoresco: uma fachada repleta de xícaras de café e quinquilharias, que se repetem na decoração dentro.

caffe borsari verona

O espaço é pequeno e fica apertado com tantos clientes, mas dá para sentar num cantinho e apreciar um café marroquino (feito de café, espuma de leite e cacau) delicioso!

Já para o aperitivo, minha dica é a Osteria del Bugiardo, onde fiz minha janta de Natal! Muito frequentada pelos veroneses, tem ares de taverna e serve apenas vinhos próprios, produzidos na vinícola Buglione. As taças custam a partir de €2,50, preço do vinho branco Il Disperato. Também experimentei o frisante rosé Il Molì por €3. O primo piatto custa €8 e é delicioso.

Osteria del Bugiardo verona

Hospedagem em Verona

Sei que o post fala de um dia na cidade, então você talvez nem precise dormir lá. Eu, particularmente, sempre reservo ao menos um dia e meio para conhecer cidades que dá para ver em apenas um dia. Assim, não preciso correr muito. Além disso, em Bolonha, aprendi que é bom fazer isso até pelas condições meteorológicas: depois de um primeiro dia chuvoso, o segundo pode ter o céu limpinho!

Se for esse também o seu caso, recomendo o Bed and Breakfast onde fiquei: 3Jolie. Fica pertinho do centro histórico e da estação de trem, oferece um café da manhã super generoso e um quarto muito confortável, apesar do banheiro compartilhado (para mim, não é nenhum problema).

O preço que paguei pela diária foi ótimo: apenas 3 euros mais caro que um dormitório compartilhado em um hostel. Recomendo muito!

Use meu link no Booking.com para reservar um hotel em Verona e receba R$ 50 de volta após a sua estadia!

Quanto custa passear em Verona

Não sei se você teve a mesma impressão que eu tive quanto aos passeios em Verona, mas achei tudo bem caro!

Os preços das atrações são razoavelmente mais altos que em outras cidades, como Bolonha ou Milão. Para se ter uma ideia, visitando tudo o que mencionei no post, seriam desembolsados quase €30.

É bom dar uma avaliada antes no que você tem vontade de visitar, ainda mais com o preço do euro para nós que ganhamos em reais. Pessoalmente, eu só teria interesse mesmo de ir na Arena. Mas, se tiver a oportunidade, provavelmente aproveitarei para ver alguma ópera, já que os ingressos custam a partir de €15 e dizem que é uma experiência incrível!

Mapa

VEJA OS OUTROS POSTS DO BLOG SOBRE VERONA:

***

Um dia sozinha em Verona, um dos destinos mais românticos da Itália

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
  • Sobre

Giovana Penatti

Oi 🙂 Meu nome é Giovana, sou jornalista e criei o blog para falar de viagens, da vida viajando, da falta que faz viajar! Originalmente, sou de Piracicaba-SP. Hoje, moro na Itália. Sou formada em jornalismo, tenho um cachorro chamado Bernardo, gosto de pizza e roo unhas o tempo todo. Para saber mais sobre o blog e entrar em contato, clique aqui!

  • Comentários